sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Resenha: Diário de um Banana - Rodrick é o cara


Sinopse: Faça o que quiser, só não pergunte a Greg Heffley como foram suas férias de verão, porque ele realmente não quer falar sobre isso. De volta às aulas, Greg está ansioso para enterrar de vez os últimos três meses... e um acontecimento em particular. Mas seu irmão mais velho, Rodrick, não vai deixar que as coisas caiam no esquecimento assim tão fácil. Ele é testemunha de um "pequeno" incidente que Greg quer manter em sigilo. Mas sabe como são os segredos, né? Logo, logo estão na boca do povo, especialmente quando há um diário envolvido na confusão.
Quando peguei o segundo livro da série para ler eu tive a certeza de que gostaria, afinal o nome já nos convida a conhecer um pouco mais de um dos melhores personagens do livro e também meu favorito . Já fiz a resenha do primeiro livro, então se você não leu clique aqui. Agora voltemos para resenha.
O segundo livro já começa com os constrangimentos da vida de Greg, sendo constantemente provocado e maltratado por seu irmão mais velho. O fato do livro já começar mostrando as provocações de Rodrick na PRIMEIRA página nos empolga, afinal o autor não demorou a nos mostrar o comportamento do personagem. Além disso já temos Greg do volta a escola, onde grande parte de suas situações cômicas ocorrem, infelizmente o que ocorre no final do primeiro livro não dura muito tempo nesse segundo e é explicado bem rapidinho.
Os personagens voltaram mais cômicos ainda e os novos personagens são realmente muito divertidos. Posso dar destaque a mãe de Greg (Susan), que nesse livro conseguiu sem envolver em situações engraçadas com o Greg, o que aumentou bastante a participação dela na história. Nesse livro posso dizer que  a personagem está impecável. 
Rodrick também está incrível nesse livro, a personagem que ganhou destaque no primeiro livro precisava dessa história para que ganhasse ainda mais espaço na série. A forma como eu consegui me reconhecer no comportamento dele foi muito bacana. Todas as chantagens negociações que ele faz com Greg, seus planos, trapaças e opiniões fazem dele um irmão mais velho muito bem construído. Além de sua engraçada inaptidão com trabalhos e computadores.
Minha ultima observação em relação as personagens é: Greg não foi o protagonista nessa história e quem faz a graça da história mesmo foi Rodrick. Greg não ficou completamente sem graça, até porque a brincadeira que ele faz com o colega de turma Chirag foi realmente muito engraçado.
Quanto a parte estética do livro, dessa vez tenho uma edição diferente do livro anterior, que é a econômica. Quando o box do livro foi comprado ele era em uma edição econômica que é bem diferente da edição comum em capa dura. É brochura, com folhas brancas e posso dizer que tem uma transparência facilmente perceptível nas folhas. A capa não tem todos aqueles diferenciais do livro comum. Como foi dito é bem econômico, tirando isso é  igual.

O livro possui todas as qualidades do anterior e um pouco mais. Todos os personagens são interessantes e engraçados, a história está impecável, com um final que fecha o livro muito bem. O único ponto ruim é o fato de não ter uma capa dura e etc... porém não é um fator que reduz a nota do livro até porque é uma edição econômica.
Título: Diário de um banana - Rodrick é o cara | Autor: Jeff Kinney | Editora: V&R | Páginas: 224 |
Nota: 5/5

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Resenha: Another [Mangá]



Sinopse: Tudo começa com uma historia contada pelos alunos do Colégio Yomita: há 26 anos, havia um aluno chamado Misaki que, desde o primeiro ano, era uma pessoa querida por todos ao seu redor, bom aluno e ótimo atleta. Mas no terceiro ano ele caiu na turma 3-3 e perdeu a vida em um acidente.Os colegas de Misaki, sem saberem como lidar com a morte repentina do amigo, decidiram “fingir que Misaki estava vivo”. Porém, no dia da formatura… na hora que a foto da turma 3-3 reunida foi revelada, Misaki estava presente. Foi aí que tudo começou.Agora, o recém transferido Koichi, terá que descobrir quem é a misteriosa aluna de tapa-olho e o que se esconde por trás dessa história toda em uma trama envolvente e com grandes reviravoltas.
Another teve um anime que foi muito comentado tanto no Brasil quanto lá fora. Por isso, um ano depois, a JBC trouxe o mangá para o Brasil, aproveitando até que muito bem o buzz que o anime trouxe. Another é em sua origem, um livro, que foi sendo adaptado em vários meios como mangá, anime e live action.
A história é bem diferente e até bem pensada porém conforme vai se desenvolvendo vai lembrando muito os filmes Premonição. Em questões de final, ainda penso que não foi tão inteligente e até um pouco sem surpresa. Isso vai depender de como você vai pegar as pistas durante a narrativa.
O problema é que mesmo a história tendo um enredo que consegue despertar seu interesse, o mangá logicamente não possui trilha sonora, movimento e etc... o que torna difícil você entrar completamente no clima.
Os personagens conseguem até ser um pouco interessantes, mas os protagonistas atraem mesmo a atenção para si, tornando muitas vezes os secundários apenas figurantes necessários para que história faça sentido.
Partindo para os meios externos a JBC não fez um trabalho magnífico com Another. Tendo um preço de R$13,90 o mangá não tem um acabamento tão bom pelo preço um pouco mais alto, as capas até são bonitas, com um visual fosco que eu até gosto.
Por dentro a JBC colocou páginas coloridas, sendo apenas 3 e uma em preto e branco, em papel couchê. O principal problema foi o uso do papel jornal, que dá aquele efeito de transparência que ninguém gosta. Sinceramente não me incomodou tanto, mas é um problema facilmente perceptível.


Mesmo tento uma história interessante e um pouco mais explicada do que o anime, o mangá peca com a falta de clima, grandes momentos e uma qualidade um pouco inferior pelo preço cobrado.
Título: Another | Autor: Kiyohara Hiro | Editora: JBC | Páginas: 194 | Edição: 1/2013
Nota: 3/5

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Resenha: Diário de um banana

Sinopse: Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, em que fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos mais altos, mais malvados e que já se barbeiam. Em 'Diário de um Banana', Greg nos conta as desventuras de sua vida escolar. Em busca de um pouco de popularidade (e também de um pouco de proteção), o garoto se envolve em uma série de situações que procura resolver de uma maneira muito particular.

O livro é um pouco antigo mas ainda vale a pena ser resenhado. Basicamente, Greg Heffley mora com a mãe, pai e seus 2 irmãos Manny e Rodrick. E sua vida é bem normal tirando alguns acontecimentos que, mesmo que sejam estranhos e um pouco absurdos, não fogem tanto do real.
O primeiro livro faz uma apresentação incrível da vida do Greg. Seus amigos, escola, família, opiniões... E diferente de alguns livros, filmes e afins, Greg não é um garoto super inteligente, legal e simpático injustiçado e mal interpretado por seus colegas, pelo contrário. Greg não é muito inteligente, engraçado e nem mesmo um amigo muito bom. Sua mentalidade é infantil e suas ideias são ruins. Tudo isso oferece um certo realismo ao personagem e torna a história até um pouco mais fácil de se identificar.
Sua família é bem divertida, mas quem chamou minha atenção foi seu irmão mais velho, o Rodrick. Para quem é o irmão mais velho, ele acaba sendo bem mais divertido. É meio estereotipado porém ainda é muito engraçado porque ele faz algumas coisas que bem provavelmente vão fazer você se identificar.
Os outros personagens também são imensamente engraçados, principalmente Fregley, que onde aparece traz momentos cômicos.
Partindo para a diagramação do livro, posso dizer que você vai sentir que está segurando um diário real. A capa é dura, envernizado onde tem os adesivos que parecem segurar a página. Por dentro você vai encontrar bastantes ilustrações, letras grandes, páginas amareladas e um pouco mais grossas. Além de ser pautado para dar aquela simulação de um diário convencional.
Eu e minha mão tremida estragando as fotos

Apesar de uma narrativa infantil (por ser o foco mesmo), o livro possui uma narrativa leve, divertida e rápida. Pode ser lido desdes os mais jovens até os mais adultos.
Título: Diário de um Banana | Autor: Jeff Kinney | Editora: V&R | Páginas: 217
Nota: 4/5

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Wishlist: Coleções de livros

Tenho uma grande paixão por livros, mas não comprei muitos porque acabo pegando emprestado de um amigo, que como eu curte ler também. O problema é que eu acabo cobiçando o livro de um amigo e isso não pode. Aqui vou colocar as coleções que estou querendo para esse ano.
  1. Box Harry Potter: Nunca li Harry Potter e isso está me consumindo (drama). E nada melhor do que começar com uma coleção com capa dura *-*
  2. Box Torre Negra + O vento pela fechadura: Eu quero ler muito a Torre Negra. Para falar a verdade, quero ler vários livros do Stephen King, mas aqui só fica as coleções.
  3. Coleção Mago: Estou muito afim de começar essa saga. Mousepad totalmente dispensável.
  4. Box Jogos Vorazes: Admito que eu subestimava um pouco essa saga, mas depois do segundo filme eu vi que a coisa ficava mais série. Estou completamente apaixonado pela história sem ler.
Aqui ficou só coleções mesmo, porque se eu fosse colocar livros avulsos ou que ainda estão começando saga eu faria uma lista gigantesca. Por isso que eu sofro tanto em uma livraria, muito livro, pouco dinheiro.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

5 coisas sobre mim

Como estou começando esse blog e minha descrição na página não diz muita coisa, resolvi fazer esse post. Escolhi 5 coisas porque não sou lá muito interessante e não tenho muita coisa para contar. Então vamos lá

  1. Sou um grande fã de macarrão instantâneo;
  2. Sou apaixonado por gatos, apesar de (por enquanto) não poder ter um;
  3. Sou super fã da Apple, apesar de (por enquanto) não ter nenhum produto da empresa;
  4. Sou um acumulador em potencial, só preciso de um abalo psicológico;
  5. Sou um grandíssimo procrastinador.
E essas foram as 5 coisas sobre mim, pode ter mais qualquer dia desses. Só preciso procurar algo no fundo da minha existência e alma (já posso colocar dramático no próximo post).

domingo, 23 de fevereiro de 2014

O começo


É com esse post que eu dou início ao blog.
Meu nome é Danilo Besteti e eu já fiz um montão de blogs. Só que esses blogs falavam de uma coisa só e sou uma pessoa de vários assuntos, por isso que eu nunca me animava a continuar. Mas hoje dou início a um projeto que estava nos meus planos durante um tempo. É por isso que hoje estou começando o blog, para falar de tudo que penso e gosto, para compartilhar com quem lê.
Se você gosta de quadrinhos, livros, filmes, música, séries e tudo que torna de você um nerd, esse é seu lugar (não precisa nem gostar mim).
Do lado da minha foto você vai encontrar minhas rede sociais para me acompanhar em todas elas e falar comigo (e me fazer parecer um pouco popular).
Dito tudo isso: Bem vindo!