sábado, 8 de março de 2014

Resenha: Detroit Metal City

 Sinopse: Soichi Negishi é um rapaz tranquilo e pacifista que sonha um dia formar uma banda de pop sueco e cantar músicas alegres e românticas. Porém, por razões desconhecidas, ele acaba se tornando o vocalista e guitarrista da Detroit Metal City, uma banda de death metal que está ganhando um grande destaque no meio musical no Japão por conta de seus shows agressivos, músicas pesadas e letras recheadas de ódio e "rape". Negishi odeia sua vida como Krauser II e os shows violentos e, logo, sua dupla personalidade começa a se chocar, complicando muito sua vida.
Aqui vai o meu aviso: se você tem menos de 14 nos e vem para o meu blog para ver posts de Diário de Um Banana peço que não veja esse anime. Obrigado!
Uau que anime! Se você curte rock, animes e humor negro, já posso dizer que esse anime é pra você. Com uma infinidade de esteriótipos engraçados, um dos melhores protagonistas que eu já vi e as situações mais surreais, reais e engraçadas do mundo, esse anime conquistou um bom espaço na minha memória.
Detroit Metal City tem integrantes malucos mesmo. A produtora que é completamente louca e não consegue formar uma frase sem um palavrão. Além disso, mesmo o DMC sendo uma banda de sucesso, ela tenta forçar Negishi a deixar aquela vida pop e se dedicar inteiramente ao rock. Outro integrante é o Porco Capitalista, um cara velho, masoquista que apanha durante todos os shows, para divertir os fãs. Além do baterista que tem o melhor francês que vocês vão ouvir! Sério, vocês tem que ouvir. Quase todos os personagens são engraçados e aqueles que não são, contribuem de alguma forma para que alguma situação fique cômica. Isso inclui até mesmo os fãs da banda, que idolatram absolutamente TUDO que Krauser faz. Isso fica claro no segundo episódio do anime que eles inventam nomes para cada movimento do astro como técnicas de luta.
O romance nesse anime é coisa que mais frusta os personagens, principalmente Negishi. Ele conhece uma garota que assim como ele ama pop sueco, todas as músicas dele e até parece ter um interesse amoroso. Porém ela repudia totalmente o DMC, agindo em certos momentos quase como uma fanática religiosa. Só que como Negishi é o Krauser a banda sempre está presente na sua vida, destruindo todas as suas amizades de garoto do pop.
A trilha sonora também é muito boa em seus dois estilos (hahahaha) havendo a oposição perfeita entre uma a outra. Como ele compões suas musicas pop, sua produtora está sempre roubando suas letras apaixonadas e a transformando em algo que não sei como definir. Não existe amizade entre o pop e rock, nem mesmo na tentativa do episódio 4.

Apesar de não ter profundidade de história, de personagens e etc, ele satiriza bastante o fanatismo exagerado de pessoas que curte o metal, mostrando fãs apaixonados/cegos por uma banda que tem o vocalista de algo que é totalmente o oposto do estilo deles. Tudo é completamente exagerado, o nome das músicas, o Porco Capitalista, e todas as polêmicas envolvendo a vida de Krauzer.
O anime mantém o humor até o final mesmo, não há perda de ritmo. Os episódios também são curtos com uma média de 13 minutos, o que não justifica falta de tempo para ver. É um dos meu animes favoritos e não importa quantas palavras eu coloque nesse post eu nunca vou explicar a grandeza dele. E aqui eu lanço um desafio/corrente: Se você ver esse anime, gostar e/ou rir muito com ele passe para 3 amigos esse post e comente aqui embaixo o que você achou, uma frase favorita e etc. Bom show!
Título: Detroit Metal City | Ano: 2008 | Número de episódios: 12 | Duração: Aprox. 13min
Nota: 5/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário