sábado, 10 de maio de 2014

Resenha: The Tomorrow People


Eu me senti no filme "A espera de um milagre" assistindo essa série. Sabe quando você sabe que aquele anime, série, filme e etc no fim vai ser ruim, mas continua esperando que tenha algo bacana? Eu estava nessa situação, e aqui vem uma revelação: Em Tomorrow People a coisa não melhora!
Essa série tinha um certo potencial, mas faltava carisma em torno dos personagens, todos eles tinham seus pontos, suas singularidades, mas a questão é que parecia que os atores não conseguiam transparecer isso.
O que destrói fãs do gênero de superpoderes (como eu) é que faltava muita criatividade quanto ao uso e execução das habilidades paranormais, quando em certos momentos eles pareciam esquecer que tinham tais poderes.
Eu poderia falar de um milhão de erros nessa série, mas o que mais me desagradou foi a falta de boa direção de um episódio para o outro. Se um episódio foi intenso e com um ótimo desfecho para o próximo, o próximo vai te matar de sono e destruir tudo que o episódio anterior tentou fazer. Isso é frustrante porque a série nunca pega ritmo e nunca cria um climax bacana.
Posso elogiar a trilha sonora nos momentos de drama que é muito bem acertada e também a coreografia das lutas, que apesar de serem pouco criativas são bem exercidas e não chegam ser ruins.
O pior ponto de todos é o final. A série foi cancelada, mas isso não impede que o projeto volte, porém isso não justifica o final que ocultou o desfecho de meia dúzia de personagens, além de simplesmente ignorarem que certos personagens estão ligados a outros.
Bom, se eles investirem em uso mais criativo dos poderes, atuação e direção, a segunda temporada proposta pode ser excelente, mas essa temporada a única nota que eu posso dar (sendo generoso pelo pouco de diversão) é:
3/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário