segunda-feira, 7 de julho de 2014

1984 - Resenha


Sinopse: Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que 'só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade - só o poder pelo poder, poder puro.'
1984 é aquele  livro que entra na seleta lista de leituras obrigatórias. É uma obra de importância sociológica ainda maior que outra grande obra de Orwell, A revolução dos bichos.
Sou meio suspeito para falar deste livro por ser um grande fã de distopias, George Orwell e ciências humanas.
Se há algo que eu sinto mais falta em distopias atuais é o foco na sociedade distópica. Enquanto grande parte dos livros atuais foca em romances bregas, criam sociedades fracas e não passam mensagem alguma, 1984 demonstra ser o pai das distopias. Não estou dizendo que  os livros atuais são ruins, apenas digo que estão pouco aprofundados  em certos pontos.
Ainda não li as outras distopias clássicas, mas para ser bem sincero, não acredito que serão melhores que essa.
O livro é dividido em 3 partes. Na primeira é feita uma introdução de quem é Winston e de como é composto o governo (conhecido como Socing). A coisa toda é tão complexa e bem criada que eu não conseguiria escrever tudo aqui sem parecer que vou reescrever o livro neste post.
A segunda parte é o desenvolvimento de Winston como rebelde. É onde vai haver também complemento de conceito social e governamental.
E por fim temos a parte 3, onde a conclusão de tudo é dada. O final é aquilo que se você conhece as obras de Orwell imagina.
Eu só posso definir a história de Orwell como assustadora e claustrofóbica. A impotência que ele cria no leitor é terrível. Ele simplesmente enterra você vivo naquele mundo, onde você enxerga cada problema, cada erro e se pergunta se é possível sair daquela situação.
A obra não é para fracos, ou para quem espera ação e pouco conceito. Se você gosta de distopias, leia logo esse livro e se infiltre no pior mundo distópico que a literatura já viu.

Título: 1984 | Autor: George Orwell | Editora: Companhia Das Letras | Páginas: 416

2 comentários:

  1. Oi Danilo
    Acredita que ainda não li nada do George Owell, já cheguei a ver o filme A Revolução dos bichos e que achei incrível o modo como ele relata as hipocreais da sociedade. Já tinha ouvido falar deste livro, e com certeza quero lê-lo. Sabia que era distopia, mas não sabia que era dividido em três partes, e pela paixão que você tem pela historia deve ser realente muito boa. Amei.
    Bjs
    http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia que é muito bom. Eu recomendo a Revolução dos Bichos como a primeira leitura dele por ser bom, rápido e já nos padrões de Orwell.
      Bjs gata!

      Excluir