quarta-feira, 2 de julho de 2014

Jogador Número 1 - Resenha


Sinopse: Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência.
Esse blog tem esse nome graças a esse livro que na minha humilde opinião é um marco para qualquer pessoa que goste de "nerdices" em geral. Mas espera eu vou explicar isso direito.
Jogador Número 1 como você leu acima é uma distopia. Em sua história, a sociedade é totalmente dependente de uma simulador de realidade virtual (OASIS), que os permite fugir de um mundo que sofre por problemas econômicos, sociais e naturais. O grande problema é que o criador do Oasis (James Halliday) morreu e deixou seu império à deriva. Bem nem tanto, afinal ele fez um testamento destruidor mesmo e transformou tudo em um jogo de caça ao tesouro de proporções enormes. E ai começa a diversão!!!
Toda a caça ao tesouro é baseada na cultura nerd dos anos 80, principalmente as coisas que tiveram grande importância na vida da vida de James. O resto você já pode ter uma ideia.
O que fez esse livro ser meu favorito, é o fato de ele ter TUDO que eu gosto. Se você vem ao meu blog para ler sobre todos os conteúdos que eu posto, esse livro provavelmente vai te agradar.
O universo virtual por Cline é vasto, curioso e faz o leitor pensar no que ele faria se estivesse lá. Além disso, no decorrer da história, vamos entender a importância do OASIS para todas as pessoas que vivem naquele mundo.
Cline coloca muita cultura dos anos 80 no livro, o que é uma faca de dois gumes, afinal ele cria nostalgia total por quem passou por aquela época, por pode deixar muita gente avulsa. Eu por exemplo peguei poucas referências. Uma delas foi uma música que se encaixou perfeitamente no momento e ficou ótimo.
Outro ponto que me deu um pouco de falta na história, foi o mundo real. Ele podia ser um pouco mais aprofundado, para entendermos um pouco mais do males daquela sociedade. Mas convenhamos, o OASIS é tão incrível que até você que nem conhece a sociedade direito já prefere o mundo real.
É por esses motivos que eu dou 4 estrelas, mas ainda assim denomino Jogador Número 1 como meu favorito número 1.


Título: Jogador Número 1 | Autor: Ernest Cline | Editora: Leya | Páginas: 464

Nenhum comentário:

Postar um comentário