segunda-feira, 16 de março de 2015

Primeiras impressões: A Mais Pura Verdade


 Lançamento de março, A Mais Pura Verdade é um livro com um tema que eu admito não gostar muito, mas foi inevitável desejar esse livro assim que li sua sinopse. A história é sobre um garoto que sofre de uma doença (que prefiro deixar como mistério) e que cansado da pena das pessoas e de "viver" em hospitais, acaba fugindo com seu cachorro e uns itens a mais.
Tá, eu decidi que se tinha um livro do gênero que eu resolvi amar, foi esse. Uma história com cachorro é algo que me destrói completamente, não importa o que façam. Mas ai, a Novo Conceito resolveu dar um presente a vários leitores, dando uma amostra do livro. Tudo de graça, e muito bem acabado.

Só que o meu não chegou e eu realmente temi ficar sem o meu, mas finalmente chegou e depois de ler, quero contar tudo para vocês.
Primeiro: A edição, mesmo sendo uma amostra, é uma graça. Acho que a Novo Conceito fez isso para mostrar para a gente o que é realmente a edição completa e devo dizer: muito bonita!
A história não me surpreende. E digo isso no sentido de que eu realmente tive aquilo que esperava, uma história que traz emoção. Beau, o cão de Mark, é realmente uma coisa maravilhosa; sua companhia é algo que mexe (principalmente para quem não aguenta uma história com cães).
Entre os capítulos do Mark, tem os da amiga e família dele lidando com seu sumiço. Achei ótimo porque dá ainda mais dimensão e importância as coisas. Porém, inicialmente, poucos desses capítulos trazem algo realmente diferente.

Mas ainda assim, nem tudo é perfeito. Achei o Beau um pouco humanizado demais, deixando-o com um aspecto meio "cartunesco", o que me desagradou um pouco.
Mark também me incomodou por ser um pouquinho duro, tão preenchido de um rancor que não se permite ser ajudado. Em uma certa passagem, quando uma mulher o ajuda, ele reage de uma forma que não me agradou. Se tem algo que gosto em livros, principalmente nesse gênero, é a bondade das pessoas; E a forma que o Mark se irrita com isso e age de maneira tão injusta, me irritou um pouco.
Com o final desse cortesia da Novo Conceito, eu só posso dizer que: A Mais Pura Verdade é realmente incrível, não é perfeito, mas emociona. Preciso desse final para decidir se vou favoritar mas já por essas páginas, posso dar:

Título: A Mais Pura Verdade | Autor: Dan Gemeinhart | Editora: Novo Conceito | Páginas:  95/224

Nenhum comentário:

Postar um comentário